Testemunhos

 

    O modelo Estil me permitiu compreender exatamente o que acontece em minha garganta no momento da produção vocal, tanto falada quanto cantada. Desde então, tenho conseguido encontrar soluções concretas para os diversos problemas que encontro (dor de garganta, perda da voz, construção de um personagem, adaptação vocal diante do microfone, etc.) por meio dessas ferramentas específicas que são as estruturas vocais. É um modelo que nos ajuda a manter uma boa saúde vocal através da compreensão física. O interessante nesse modelo é que ele não é dogmático: não ensina o que é preciso fazer, mas os resultados que podemos obter ao posicionar de tal maneira essa ou aquela parte do aparelho vocal. É um modelo concreto, que fornece ferramentas para alcançar um resultado almejado. Exige trabalho, principalmente no início, mas os frutos dos nossos esforços são evidentes. É um modelo muito estimulante.

Marie-Michèle Garon, atriz e imitadora
 

Galeria de fotos

Saiba mais

Parceiros

CNDF